2 de novembro de 2012

Crítica - Frankenweenie | Filmes

Sinopse:
Victor Frankenstein é um garoto de um subúrbio típico dos EUA. Prefere aulas de ciência à prática de esportes, e tem no cão Sparky seu melhor amigo. Quando uma fatalidade encerra a amizade, Victor emprega em um experimento científico o que aprendeu na escola sobre tecidos nervosos estimulados por correntes elétricas - e numa noite de tempestade faz Sparky renascer. Para azar de toda a comunidade, porém, a feira de ciências da escola está se aproximando, e os colegas de sala de Victor também decidem testar o método de Frankenstein.


Direção de Tim Burton.


Crítica (Novembro/2012): Fui na estreia de Frankenweenie e digo que é o filme que traz de volta (a vida), o bom e velho, Tim Burton. Muito criticado por seus últimos filmes, essa animação, em stop motion e em P&B, é a essência que muitos falavam que o diretor havia perdido. O filme é uma homenagem aos clássicos filmes de terror, e principalmente, as outras obras de Burton (destaque para o professor de ciências, clara referência à Vincent Price). E é isso que destaco no filme: É tanta referência que, ele se torna o resumo perfeito do estranho mundo de Tim Burton, sendo tudo que os fãs queriam ver. Outra coisa a se destacar é o 3D do filme, que realmente é um 3D, pois realça as texturas dos objetos, interage com a cena, através dos movimentos de câmeras, entre outras coisas que vão muito além de objetos voando no rosto do público. A trilha é outra coisa inquestionável: belíssima e super pontual. Enfim, se eu for enumerar todas as coisas, ficarei comentando cena a cena, de tanto que gostei do filme. Recomendo muito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...