20 de dezembro de 2013

Crítica - Irreversível (Irréversible) | Filme

Sinopse:
Marcus (Vincent Cassel) e Alex (Monica Bellucci) é um casal bem feliz, na cama e fora dela. Mas uma noite vai mudar tudo isso. Depois de uma festa, Alex é brutalmente estuprada e espancada por um sujeito. A partir daí, Marcus e seu melhor amigo, Pierre (Albert Dupontel) - que é ex-namorado de Alex -, começarão a procurar o estuprador, para fazer justiça com as próprias mãos.

Direção de Gaspar Noe. 


Crítica (Dezembro/2013): Irreversível não é o tipo de filme para encontrar numa zapeada. Se você está vendo é porque leu algo sobre ele ou lhe foi indicado. E se você chegou até ele, não irá parar em seu último frame; você pelo menos tentará entender o porquê dele ser assim.

Pelo menos essa foi minha experiência: Ouvi falar, procurei, assisti, li muito sobre ele e agora escrevo minhas conclusões. Irreversível é um filme um tanto quanto perturbador, da montagem, passando pelo conteúdo até chegar nas atuações e takes.

Destaco (1) as diversas cenas contínuas (sem cortes), que monta espécies de mini blocos durante a narrativa; (2) a direção e edição, que traz uma linguagem "nervosa" as cenas, ligando-as através de uma câmera solta. E por último (3) a trilha e os efeitos sonoros: que seguem uma linha tão marcada, que chega a oprimir o espectador nas cenas mais tensas, chegando a ser irritante, intrigante e alucinante (realmente cansa o cérebro).

Pesquisando melhor sobre o som, descobri que: Os 30 minutos iniciais foram montados (de forma proposital, pelo diretor) em frequência baixa de 28 Hz, o que pode causar náuseas e tonturas quando expostos por um certo período de tempo, de forma constante (é mole?).

Enfim, assistir IRREVERSÍVEL é algo que realmente não tem volta; é trabalho para quem tem estômago forte, pois é polêmico (chegou a ser considerado "repulsivo e doentio", em Cannes), mas ao mesmo tempo é um filme indicado para quem curte a sétima arte, já que é no mínimo interessante e leva as pessoas a verem formas alternativas de se fazer cinema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...